20 Curiosidades sobre os vaga-lumes

Crédito imagem: Mike Lewinski

  • O vaga-lume é uma espécie de besouro voador, ele faz parte da ordem Coleoptera.

  • Existem cerca de 2000 espécies de vaga-lumes.

  • A espécie mais comum no Brasil é a Lampyris noctiluca, na qual apenas os machos são alados.

  • Os vaga-lumes estão entre as muitas espécies que são bioluminescentes, o que significa que eles podem produzir a sua própria luz.

  • Seus órgãos bioluminescentes localizam-se na parte inferior dos segmentos abdominais.

  • Os vaga-lumes são mais conhecidos como insetos noturnos, embora existam numerosas espécies que são diurnas.

  • Os vaga-lumes são os produtores de luz mais eficientes do mundo.

  • Os vaga-lumes são encontrados em quase todos os continentes, exceto na Antártida.

  • Na época do acasalamento, a fêmea emite uma luz amarelada. Isso atrai os machos para o acasalamento.

  • As larvas da maioria das espécies de vaga-lumes se alimentam de caracóis, vermes e lesmas.

  • Alguns adultos são predadores, enquanto outros se alimentam de néctar e pólen das plantas.

  • Muitos vivem nos pântanos ou nas áreas molhadas e arborizadas onde suas larvas têm fontes abundantes de comida.

  • Todas as larvas são capazes de produzir luz para deter os predadores.

  • A expectativa de vida média do vaga-lume na natureza é de aproximadamente dois meses.

  • Os vaga-lumes não picam, você poderá pegá-los em sua mão e olhar atentamente para eles sem se preocupar em ser picado.

  • A luz do vaga-lume pode ser amarela, verde ou laranja.

  • A poluição luminosa e a destruição do habitat são uma ameaça para os vaga-lumes.

  • Sofrem metamorfose completa.

  • A maioria das espécies de vaga-lumes é encontrada na Ásia e na América do Sul.

  • O sapo é um predador dos vaga-lumes.



fonte: www.insetos.org



Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização.
Copyright © 2014- www.insetos.org Todos os direitos reservados.

7 comentários


qual é o tempo de vida dos vaga-lumes ?

No texto diz na natureza em media ele vive dois meses.

No texto diz que em media, na natureza eles vivem dois meses.